MZA Music, uma ‘debutante’ atenta às mudanças do mercado fonográfico

Aberta formalmente em 1996, a gravadora MZA Music - um sonho concretizado do produtor musical Marco Mazzola, que queria ter e gerenciar sua própria companhia - festeja 15 anos em 2011 com o frescor de uma debutante e a maturidade de quem sabe que é preciso estar atento e forte para se adaptar às mudanças do mercado fonográfico e permanecer sempre jovem.

É de olho no futuro digital da música que a MZA Music celebra um passado que a torna, no presente, uma das companhias mais importantes e sólidas do mercado indie brasileiro. Com planos de criar uma rádio e uma TV na web, Marco Mazzola pretende procurar novos talentos para fortalecer o cast da MZA Music enquanto continua trabalhando com artistas já consagrados. "Vou buscar alternativas para trazer gente nova para a gravadora", adianta Mazzola, com a experiência e a satisfação de ter lançado Zeca Baleiro e de ter dado projeção nacional a Chico César logo no início das atividades da MZA Music.

A propósito, foi o lançamento do segundo disco de Chico César, Cuscuz Clã, que marcou efetivamente a entrada da MZA Music no mercado fonográfico brasileiro em 1996 (três anos antes, em 1993, Mazzola lançou o CD Traficante de Ilusões, de Renata Arruda, mas ainda não havia criado formalmente a gravadora). Ao escutar no táxi uma gravação de Chico numa rádio segmentada em MPB, Mazzola se interessou por aquele cantor que soava de início como Caetano Veloso, mas se revelou um dos cantores e compositores mais originais da música brasileira graças ao investimento de Mazzola e da MZA Music. Resultado: "Mama África" estourou no Brasil inteiro e o disco Cuscuz Clã alcançou vendas superiores a 100 mil cópias, dando a MZA Music seu primeiro Disco de Ouro e abrindo os caminhos da gravadora em um mercado então ainda imune aos efeitos das piratarias física e virtual.

No rastro de Chico César, veio Zeca Baleiro, artista lançado pela MZA Music em 1997 com sucesso nacional. O êxito da balada À Flor da Pele impulsionou as vendas do primeiro álbum do cantor e compositor maranhense - Por Onde Andará Stephen Fry? - lançado em 1997. Em seguida, Mazzola também lançou outro talento egresso do Maranhão, a cantora Rita Ribeiro, hoje dona de público cativo.

É com essa filosofia de apostar sempre no artista novo que Mazzola vai jogar suas fichas em nomes que estão despontando na internet com popularidade, mas sem acesso a uma estrutura mercadológica que possa consolidar uma carreira a longo prazo. Mas os tempos são outros e a MZA Music já se ajustou a eles. "O disco hoje funciona mais como um cartão de visitas para o artista. Com a queda nas vendas, é preciso que uma gravadora atue também linkada a uma editora e a uma empresa de agenciamento", entende Mazzola, em sintonia com a atual filosofia da indústria fonográfica mundial.

Em qualquer trilho, os caminhos do mercado do disco serão cada vez mais virtuais. "Estamos vivendo uma realidade digital", prevê Mazzola, que já agendou a segunda edição do pioneiro Prêmio de Música Digital - criado pelo produtor, numa iniciativa que já começa a ser imitada no exterior - para Maio de 2012 no Rio de Janeiro (RJ). Por conta da repercussão do 1º Prêmio de Música Digital, que contabilizou nove milhões de downloads legalizados e auditados pela empresa Nielsen, nada menos do quatro lojas digitais foram abertas no Brasil. Todas no embalo de uma iniciativa desbravadora cujo reconhecimento oficial foi atestado pelo certificado emitido pelo Ministério da Justiça - Conselho Nacional de Combate à Pirataria.

Paralelamente ao avanço do mercado de música digital, outra tendência que se consolida - a das gravações em alta definição -  já é uma realidade para a MZA Music, uma das primeiras gravadoras a lançar blu-ray no Brasil (o primeiro título da companhia em HD foi o registro ao vivo do O Coração do Homem-Bomba, de Zeca Baleiro). A empresa vai continuar a investir no formato - com a vantagem de já ter firmado uma parceria com a empresa Artplan que vai lhe permitir editar com exclusividade Blu-Rays e DVDs. Nada mais natural. Até porque, como o mercado físico ainda dá sinais de que vai sobreviver pelos próximos anos, a MZA Music está alicerçada no contrato recentemente renovado com a empresa Microservice - em vigor até março de 2012 - para a distribuição de seus CDs, DVDs e blu-rays nas lojas de todo o Brasil. É para atender a demanda desse mercado físico e virtual que a gravadora conta com o auxílio luxuoso de 14 funcionários contratados (fora os serviços e profissionais terceirizados).

É por contar com essa estrutura enxuta e eficiente que Mazzola também pode se dar ao luxo de capitanear eventualmente produções independentes, com a experiência de quem já formatou discos de artistas como Elis Regina (1945 - 1982), Chico Buarque, Raul Seixas (1945 - 1989), Simone, Ney Matogrosso, Gal Costa - que integrou o cast da MZA Music, por onde lançou em 2002 o álbum Gal Bossa Tropical - e Adriana Calcanhotto, entre muitos outros medalhões da música brasileira e do universo pop internacional (em especial, Paul Simon).

Uma das produções independentes de Mazzola durante sua gestão na direção da MZA Music foi o primeiro disco solo de Ivete Sangalo, lançado em 1999. Foi esse disco produzido por Marco Mazzola que sedimentou a carreira individual da cantora projetada na Banda Eva. É com esse faro aguçado que Mazzola encara os novos tempos da música na direção da MZA Music. "Sinto que a gente precisa fazer algo pela música brasileira porque tem muita gente boa precisando de uma chance", diz o experiente produtor, com a garra e a energia jovial de um debutante. 

Mauro Ferreira

  • Consultoria

    Mostre seu trabalho para um dos maiores produtores musicais do país!

    ...

    Saiba Mais
  • Agenciamento

    Tenha o suporte profissional para sua carreira.

    ...

    Saiba Mais
  • Estúdio

    Grave e mixe sua música em um estúdio de ponta.

    ...

    Saiba Mais


Regulamento

Nunc consectetur dapibus purus quis ultrices. Etiam leo enim, eleifend pulvinar ornare id, aliquet ut diam. Maecenas luctus congue est, nec eleifend quam blandit quis.

Aceito os termos

Você precisa atualizar seu navegador com o Adobe Flash Player.
Por favor, clique no botão abaixo.

Get Adobe Flash player

Você está ouvindo